O mundo Mac II – A missão

Por que muitos tradutores estão migrando para o Mac?

Com a migração da Apple para o chips Intel, ficou mais fácil a integração de programas. E melhor, o Mac pode rodar o Windows!!! Assim que foram lançados, comprei um MacBookPro (ou era PowerBook? Nem lembro). Instalei o Windows, pois infelizmente nós, pobres tradutores, dependemos de programas “só” pra Windows. Instalei com o BootCamp, uma sacada genial da Apple (outra) que permitia instalar o SO e usar como se fosse um pc qualquer. Tinha o porém de ter que reiniciar para trabalhar com um outro sistema. E o Windows instalava fácil: em 25 minutos, tudo instalado. O BootCamp tomava conta dos drivers. Mas era uma instalação Windwos per se, com todos os vírus, worms e malware a que ele tem direito.

Aí surgiu o Parallels: instalar o Windows dentro do Mac como se fosse um programa. Basta carregar o Parallels e botar o Windows pra trabalhar. O melhor de 2 mundos. Atualmente, nem vejo a cara do Win, entro direto no modo Coherence e abro o programa que quiser. Nem sei configurar o Win 7. E não tenho antivírus. Tem um porém: o Win 7 é pesadão e precisa de muita RAM. Instalei 8 GB de RAM no iMac e está um azougue.

Depois eu falo das CATs pra Mac. O quê? Tem? Tem sim, senhora.

Leave a Comment

Filed under Computadores e quetais

Leave a Reply

Your email address will not be published.